Siga-me no Facebook Siga-me no Instagram Siga-me no Twitter Siga-me no YouTube
A Célula Adormecida, por Paulo Pires. | Site oficial de Nuno Nepomuceno.

A Célula Adormecida, por Paulo Pires.

Opinião retirada do blogue Livros e Marcadores, por Paulo Pires.



«O livro abre com 2 eventos fortes ... prepare-se ...


O Nuno é detentor de uma narrativa fotográfica invejável, quando descreve cenários além-fronteiras oferece um retrato vivo, dinâmico e extraordinário. É um prazer viajar nas palavras de Nuno.

Apreciei a pesquisa que verteu no livro. O cuidado e a linearidade que utilizou na explicação dos eventos. Foram descritos e explicados rituais que desconhecia, tal como as razões que os suportam.

Gostei do toque sombrio e realista que acompanha o livro. Os eventos dilacerantes que acontecem a algumas personagens são crus, “em bruto”, e dão personalidade ao livro! Apesar de muito dramáticos e em “catapulta” são importantes, no objetivo que julgo acompanhar o livro.

Na minha opinião, a necessidade de contextualizar a história, de explicar determinados eventos, por vezes deslocou/afastou a tensão que a ficção requer em determinado momento da curva da narrativa. Nada que afete a qualidade do livro, longe disso. Até porque a escrita é para ser ousada e quebrar estereótipos e moldes.


Dos 4 livros que li do autor este é o mais sombrio, o que tem mais “substância” ou retorno para o leitor, se preferirem. O que tem a mensagem mais forte. E acaba por mostrar de uma forma muito simples que a vida não é feita de linhas retas, antes de linhas retorcidas que se enrolam e se prendem umas nas outras. E cabe a cada um de nós ter a abertura de espírito para respeitar as diferenças com que nos confrontamos e que nos envolvem no dia-a-dia, e aceitá-las com o bom senso necessário. Não haverá falta de oportunistas para pegar nesses emaranhados de linhas e as tentem conduzir para o caos e o abismo!
 
Notou-se o trabalho árduo que teve. E confesso que pesquisei alguns dos temas que abordou validando-os se eram ficção ou realidade.  Fiquei surpreendido com o que desconhecia...

Acho que este livro tem um valor que ultrapassa a mera ficção, e esse também é o papel de um escritor, oferecer algo mais do que apenas uma história. Pois uma história tem um papel que vai muito além da imprescindível parte lúdica.

O toque magistral deste enredo é para mim a mensagem que vem à superfície! Não há heróis! Não há um super-homem que após um pontapé no meio de uma cambalhota acrobática desarma e derrota os "maus" no último segundo e restabelece a harmonia e a paz.

Nesta guerra de loucos, nesta cruzada à luz de estandartes fantasmas só há perdas!!!  Em todos os quadrantes! Perdas de vidas, perda de esperança, … nada se soma tudo se subtraí, mesmo quando aparentemente alguém lucra, há mais e mais perdas, perdas de integridade, perdas de humanidade...

Bom trabalho Nuno.»


Paulo Pires
livrosemarcadores.blogspot.pt

blog comments powered by Disqus