Uma construção de personagens invejável

A opinião seguinte faz parte de uma carta que me foi enviada por Vanessa Santos, autora do blogue Livros de Vidro, por não poder estar presente no clube de leitura de Leiria, no qual participei no início de novembro. Por esse motivo, apresento apenas alguns excertos. A versão integral está disponível aqui e as perguntas que inclui foram respondidas na altura à pessoa que a leu.

«Pecados Santos marca uma viragem na na vida literária do autor e também na forma em que apresenta as suas histórias e enredos. Li o livro todo e no fim tive de digeri-lo. Sim, digeri-lo. […] Desde o início que fiquei com a sensação que o Nuno era um escritor a ter debaixo de olho. A evolução, desde o primeiro livro da trilogia, até hoje, é notória. No entanto, manteve sempre a sua forma limpa, educada e estruturada de escrever. […]

Os seus dois últimos livros são muito corajosos. Pegou em temas como o islamismo e o terrorismo quando a Europa tremia com medo de ataques, transformando as histórias em livros que mostravam o lado humano das pessoas. Considero-me farta de thrillers religiosos que só olham para a religião católica. Conhecemo-la podre, isso é certo. Poderia não ter resultado. Mas, quanto a mim, resultou. Nuno Nepomuceno trouxe novidade, ar fresco e uma escrita e enredo inteligentes.. […]

Pecados Santos apresenta-se, mais uma vez, como um livro com grandes bases históricas. Sente-se um respeito enorme e uma construção de personagens de fazer inveja. […]

Referi, quando acabei de lê-lo, que estava a digerir a história. É verdade, perto do final houve uma reviravolta que me surpreendeu. E houve não um murro no estômago, mas um baque no coração quando o livro estava perto do fim. Foi como estar a ver um filme e lançar a mão à boca ao mesmo tempo que esta se escancara. […] Há muito tempo que um livro não me provocava uma reação tão física. Tenho lido nestes últimos meses bons livros, mas até hoje não atingi o excecional. O Nuno chegou lá.»

Vanessa Santos

Livros de vidro

Adicionar Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os campos necessários estão marcados com *