«Uma história empolgante, com muita intriga, mistério e arte.»

Retirado de Livros e Papel. Por Inês Oliveira.

«A história passa-se em vários locais – Milão, Londres e também Lisboa -, iniciando-se com o desaparecimento de um quadro, uma cópia de A Última Ceia, e alguns dias depois com o roubo de uma nova cópia do mesmo quadro. Mas quem levou estas obras de arte deixou um papelinho com um recado, fazendo com que a história se desenrole à volta deste assalto, sem esquecer outros temas sensíveis e pouco comuns, como, por exemplo, a homossexualidade na igreja

A Última Ceia apresenta Sofia Conti e Giancarlo Baresi, dois amantes de arte que se apaixonam um pelo outro. Mas há mais personagens marcantes, como Afonso Catalão, a sua mulher, o sobrinho e o imã da Mesquita Central de Lisboa, Yusef.

É uma história empolgante, muito bem escrita, com capítulos pequenos, o que torna o livro rápido de ler. Com muita intriga e mistério, gira essencialmente à volta do tema da arte, mas sem ser em demasia.

Foi uma leitura que gostei muito de fazer e que obviamente recomendo!»

Inês Oliveira

Livros e Papel

 

Adicionar Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os campos necessários estão marcados com *