A Morte do Papa – Edição especial, limitada e numerada.

Olá a todos.

No momento de alguma apreensão em que todos vivemos, seja pelo confinamento social a que temos sido obrigados, quer pelo receio dos tempos vindouros, partilho com vocês um sinal de esperança. De uma forma algo surpreendente, A Morte do Papa, e os meus livros em geral, despertaram recentemente um interesse inesperado, ao ponto de a Cultura Editora ter decidido avançar com mais uma tiragem do livro.

Apesar das livrarias continuarem fechadas, a verdade é que as vendas online — pelo menos, no caso da livraria virtual da Cultura Editora — subiram imenso, provocando uma rutura de stock em plena Feira do Livro. Como tal, a partir de meados da próxima semana, estará disponível algo que considero bem especial. Lançar nesta altura uma nova edição é um risco enorme, mas, por isso, resolvemos celebrá-lo, enviando-vos um sinal de que ainda existe alguma esperança no futuro.

Assim, apresento-vos a edição especial, limitada e numerada de A Morte do Papa.

Sim, é uma 3ª edição, mas vai muito além disso. Esta tiragem:

  • Estará numerada de 1 a 1000, o que tornará cada exemplar num livro raro;
  • Contém uma mensagem introdutória inédita, escrita por mim, alusiva ao tempo que vivemos;
  • É limitada, ou seja, não serão impressos mais livros com estas características;
  • Oferece um certificado de autenticidade, obtido através da leitura de um código QR para smartphones.

Para quem quiser aproveitar esta edição especial, limitada e numerada, deixo aqui a ligação para a livraria da Cultura Editora. Recordo que, no âmbito da Feira do Livro em Casa, todos os meus livros estão com descontos significativos, incluindo 40% em Pecados Santos, 20% em A Última Ceia, ou, ainda, packs promocionais dedicados à série Catalão.

Livraria da Cultura Editora – Edição especial, limitada e numerada, de A Morte do Papa.

NOTA – Fiquem atentos. Os próximos dias e semanas trarão novidades muito especiais. 😉 Diriam mesmo, que são explosivas.

2 Comentários

  • João Publicado 17 de Abril de 2020 22:21

    E o respeito pelas livrarias que estão fechadas, não há? Cá se fazem, cá se pagam.

    • Nuno Nepomuceno Publicado 19 de Abril de 2020 4:50

      Bom dia, João.
      As livrarias que neste momento, à semelhança da maior parte do retalho do país, estão infelizmente fechadas por questões de segurança para a saúde pública, tiveram, em janeiro e fevereiro, direito a campanhas de autógrafos durante a pré-venda, packs exclusivos com A Imitação de Cristo, e inclusivamente sessões de autógrafos e lançamentos presenciais comigo, para além de que se tratava da primeira edição. Quando reabrirem, se tiverem interesse na edição especial, irão, naturalmente, comercializá-la.

Adicionar Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os campos necessários estão marcados com *