Reedição de A Célula Adormecida – Nova capa e sinopse.

Olá a todos.

Deixo-vos aqui a nova capa e sinopse da reedição de A Célula Adormecida.

Recordo que o livro estará disponível em ebook e para envios online da edição em papel a 22 de maio, sendo possível reservá-lo a partir desta segunda-feira, dia 20 de abril, no site da Cultura Editora. Esta nova edição, que essencialmente está a ser impressa para corresponder aos pedidos que a Cultura Editora vinha a ter (apesar de o livro ter sido originalmente publicado por outra editora), inclui capítulos inéditos e alguns extras, como um final alternativo e um conto. O livro foi ainda todo rescrito por mim, apesar do enredo se manter. Tem sido muito especial revisitar as origens do Afonso. Espero que gostem.

Até breve,

Nuno.

[última atualização] A nova edição de A Célula Adormecida já está disponível para reserva no site da Cultura Editora! Basta seguir esta ligação.

A Célula Adormecida

Um Silêncio Aterrador Está a Crescer na Sociedade

 

Um professor universitário vê-se envolvido num ato terrorista de dimensão mundial. As autoridades intervêm e interrogam-no. Mas enquanto as primeiras respostas começam a surgir, uma dúvida persiste: por que motivo continua ele a mentir?

Lisboa desperta para um cenário aterrador. Um bombista suicida barrica-se no interior de um autocarro e o novo primeiro-ministro é encontrado morto. Ao mesmo tempo, uma jornalista tão bela como determinada recebe um ultimato de um ente querido — é sua responsabilidade descobrir toda a verdade.

Os Serviços Secretos portugueses reúnem provas e concluem que uma célula terrorista adormecida está pronta a ressurgir. Com um evento internacional a aproximar-se, pedem ajuda a Afonso Catalão, um reputado especialista em Ciência Política e Estudos Orientais que já viveu no Médio Oriente. Mas é aí que acabam por se deparar com um poço de mistérios e meias-verdades ainda mais negras do que o novo ataque que está prestes a acontecer.

Pedido pelos fãs, passado durante os 30 dias do Ramadão, abordando temas atuais como a xenofobia e o racismo, A Célula Adormecidatransporta-nos numa viagem deslumbrante por locais como Istambul, ou o interior da Mesquita Central de Lisboa. Inovador entre o género dos thrillers religiosos, este é não só um livro de leitura compulsiva e voraz, como também uma incursão temerária aos segredos mais recônditos da vida privada de um homem.

Adicionar Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os campos necessários estão marcados com *